Make your own free website on Tripod.com








OCULTISMO&UMBANDA

SESSÕES ESPIRITAS














início | significado | forças ocultas | entidades | trabalhos | mediunindade | santos e orixás | firmeza | porquê? | história do cristianismo | significado dos sonhos | numerologia | mentora espiritual | exu? | relatos | perfil dos orixás | numeroliga e simbologia religiosa | entidades e guias | Yeshua ben | orações e preces | anjos | o quinto evangelho | contato





Trabalhos espirituais

reuniao.jpg

É claro que há uma animosidade extrema sempre que se pronuncia "trabalho espiritual". Logo se pensam em oferendas pagãs, em alguidares, venda de alma, magia negra, macumba, etc., mas essa não é a verdade.
Para os leigos no assunto, há de se dizer que a palavra "trabalho", só é usada devido ao fato de que realmente para os médiuns é mesmo um grande trabalho, um dever espiritual, o qual deve ser cumprido com esmero, abnegação e senso de integridade e moral elevada. É sim um trabalho, há de se locomover de sua confortável residência para ir "trabalhar" em prol da causa que a sua própria natureza mediúnica o chamou para abraçar.
De fato, quem já viu um médium "trabalhando" ou exercendo suas faculdades, sabe que não é algo relaxante e muito menos confortante para o médium, e sim muitas vezes penoso e doloroso tanto mentalmente quanto fisicamente.
Especialmente na Umbanda, o médium ainda pode se cercar de certas proteções e até mesmo auxilio de energia para poder maximizar, potencializar todo o seu fluido espiritual para desenvolver as metas e os propósitos desejados em cada caso ou problema específico a ele confiados.
Nem sempre é dado ao médium todos os tipos de ferramentas possíveis, às vezes o próprio ambiente o limita muito. No que se diz respeito, não importa se se é para-normal ou médium (ambos os mesmos) há de se haver uma sintonia entre o que ele esta pré-condicionado a fazer com o ambiente propício a isso.
Tomamos por exemplo, uma meta de energização máxima de algum carente, alguém que precise "recarregar as baterias". Não é dado a nenhum médium tamanha força. Parte da lei maior que se diz que, nada se cria, tudo se aproveita e se copia. Na verdade o médium usa toda a energia que ele possui para transmutar toda e qualquer forma de energia, quer seja negativa ou positiva de qualquer espécie ou vibração, canalizando e enfocando exatamente no que é preciso. Em uma sala vazia, sem nenhuma "ferramenta" de fonte de energia, fica muito reduzida a potencialização deste tipo de trabalho. É necessário então se recorrer a natureza, ou seja as forças já criadas por Deus. O mesmo médium que antes tentava irradiar energia em um local isolado dela, agora se encontra em uma mata, uma floresta, cheia de vida. Vida que esta no ar, na terra nas folhas... É mais fácil para o médium captar uma mistura tão grande e tão adversas em energia e canalizá-la, dando assim uma polivalência que antes era tão reduzida em outros ambientes mais pobres em 'vida".
Não só nas matas o médium pode servir de condutor de energias. Em outros ambientes, é claro que cada um com sua característica quanto a fonte de energia e também meios de trabalho, seu trabalho se facilita inúmeras vezes devido a potencialização de suas faculdades. Rios, cachoeiras, pedreiras, mar, e por que não cemitérios e encruzilhadas!!!
Há muito preconceito a ser vencido na sociedade atual quando se fala em trabalhos espirituais em encruzilhadas e cemitérios. Há muito a ser esclarecido. Tudo é usado pelo médium como concentração, transmutação, drenagem e purificação de energias e fluidos.
As encruzilhadas são sempre usadas para trabalhos espirituais que necessitam de mais caminhos a se abrir, maior leque de possibilidades à pessoa necessitada de ajuda, quer seja de doença, profissional, relacionamentos pessoais e até mesmo psicologicamente! Os trabalhos de encruzilhadas muitas vezes são julgados por serem negativos, de serem usados especificamente para maldade devido as constantes "entregas" que são vistas pelas estradas. Na umbanda não tem isso. Tudo é usado como ferramenta para o médium.

E os cemitérios? Esta sim é uma grande incógnita!
Mas para todos aqueles que se dizem cristãos, verdadeiros cristãos devem saber sem dúvida da onde vem uma das mais importantes passagens religiosas já vistas em toda a humanidade, a ressurreição de Jesus Cristo. Desde de deus acontecimento no cemitério, este se tornou um "campo santo" para todas as almas, tanto vivas como desencarnadas. È freqüente ver médiuns entrando no cemitério em duas datas anuais, na páscoa ou ressurreição de Cristo, como também no dia dos mortos, no final de outubro.Todos os centros "respeitáveis" de umbanda fazem suas homenagens no campo santo (cemitério) pelo menos nestas duas datas.
Se vocês ainda têm alguma dúvida quanto a "moral cristã" de se exercer um culto dentro de cemitérios, há de se lembrar que este foi o início da religião cristã no mundo. Não estou falando da época de Cristo, e sim dos primeiro 350 anos da religião cristã em Roma! Sim, eram feitos não em cemitérios, e sim em catacumbas! 350 anos de rituais cristãos puros em catacumbas subterrâneas em Roma, antes do fim das perseguições cristãs dos primeiros 4 séculos.
Recentemente, o papa João Paulo Segundo, liberou para visitação de peregrinos uma das várias catacumbas lacradas pelo vaticano, devido aos "afrescos" (pinturas feitas à mão nas pareces das catacumbas), verdadeiros tesouros arqueológicos da igreja católica. As primeiras evangelizações foram feitas em catacumbas subterrâneas, e seus primeiros adeptos, dentre estes alguns artistas, pintavam ilustrações e passagens da vida de Jesus Cristo.
E pasmem, evangélicos e católicos conservadores: as pinturas em sua maioria são da virgem Maria como também de símbolos muitas vezes pagãos!
Simbolizavam com gravuras tumbas de falecidos que secretamente eram cristãos em vida.

trabalho.jpg




























E para finalizar, os trabalhos espirituais são hoje o que há de mais relevante no espiritismo hoje em dia! Quanto maior o número de médiuns concentrando forças em trabalhos, mais são os fenômenos que se observam.

Se você tem algum preconceito quanto ao que as pessoas falam ou pensam a respeito, tente mudar a sua maneira de ver as coisas. Vá a um trabalho espiritual. Não é necessário levar nada, somente o verdadeiro espírito imbuído da verdadeira vontade cristã da caridade.

Fazer o bem sem olhar a quem, sempre.






we-indians.gif